Governadores aliados de Dilma apresentam nomes para ministérios

BRASÍLIA - Após as eleições, seis governadores eleitos, aliados de Dilma Rousseff, se fortaleceram e já têm listas com nomes de candidatos para os ministérios. Eduardo Campos (PSB-PE), Cid Gomes (PSB-CE), Jaques Wagner (PT-BA), Sérgio Cabral (PMDB-RJ), Roseana Sarney (PMDB-MA) e Tarso Genro (PT-RS) têm seus preferidos para compor o novo governo, conforme reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

Sérgio Cabral pretende colocar seu secretário Sérgio Côrtes no Ministério da Saúde e seu vice, Luiz Fernando Pezão, no Ministério das Cidades. O governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, quer reaver o Ministério da Integração Nacional. Já Jaques Wagner, da Bahia, pretende pôr José Sérgio Gabrielli na Integração Nacional. Cid Gomes defende o nome de seu irmão, Ciro, para ocupar algum ministério. Roseane Sarney pretende pressionar Dilma para nomear o senador Edison Lobão para a pasta de Minas e Energia. Tarso Genro, por sua vez, sugeriu os nomes do ex-governador Olívio Dutra (PT) e do deputado Beto Albuquerque (PSB-RS) para algum ministério.