Mulher deficiente é levada em carro por ladrão em SP

       SÃO PAULO - Uma mulher de 34 anos, portadora de necessidades especiais, foi levada por assaltantes após o roubo de um carro na Zona Sul de São Paulo, na tarde de quinta-feira. Waleska Heluany Moyses, que sofre de deficiência por ter faltado oxigenação no cérebro durante seu nascimento, estava no banco de trás de um Hyundai I30 na porta do prédio onde mora, no bairro do Ipiranga, por volta das 12h30, quando um ladrão levou o veículo. Desesperada, a irmã da vítima acionou a polícia, que localizou o carro abandonado cerca de uma hora e meia depois, a duas quadras do local do roubo. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Waleska ficou menos de um minuto sozinha dentro do carro, durante o tempo em que seu pai desceu para entregar um doce a uma vizinha. Foi tempo suficiente para o ladrão entrar no veículo, que estava com a chave no contato, e fugir. A irmã da vítima telefonou para um amigo da família, o delegado Oswaldo Nico Gonçalves, supervisor do Grupo de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra). Pelo menos cinco viaturas do Garra saíram pelo bairro à procura do carro.

Por volta das 14h, Nico localizou o Hyundai, abandonado pelo ladrão na rua Agostinho Gomes. Waleksa foi encontrada na mesma posição em que seu pai a havia deixado, com o cinto de segurança afivelado. O automóvel tem vidros escuros e a família suspeita que o assaltante não tenha visto a mulher. Ao notá-la, teria decidido abandonar o carro. A polícia pretende usar imagens do circuito de segurança do prédio para identificar o ladrão.