Professores cancelam aulas após diretora ser apedrejada em Santa Catarina

Professores de uma escola de Florianópolis (SC) onde a diretora foi apedrejada por um aluno de 15 anos decidiram nesta quinta-feira fechar a unidade novamente por falta de segurança. Na última segunda-feira, as aulas na Escola de Educação Básica Celso Ramos já haviam sido canceladas como protesto pelo ato de violência. Em reunião hoje com lideranças comunitárias, os professores optaram pela paralisação até que o Governo de Santa Catarina garanta a segurança dos docentes e contrate novos vigilantes.

A agressão ocorreu na noite de sexta-feira e a diretora, que não teve a identidade informada, pediu afastamento da função por tempo indeterminado. A escola, vinculada à rede estadual de ensino, conta com 380 alunos. Dois vigias são responsáveis pela segurança do local e, mesmo assim, 15 casos de violência física e ameaças contra os professores foram registrados apenas em 2010.

O governo pretende se reunir com representantes do bairro Prainha, onde aconteceu a agressão, para tentar garantir a segurança dos professores.