Espírito Santo apura se escola obrigou alunos de 5ª série a tirar roupa

A Secretaria do Estado de Educação do Espírito Santo (Sedu) afastou o coordenador, a diretora e uma professora de uma escola estadual da cidade de Serra. Alunos da 5ª série teriam sido forçados a tirar a roupa para serem revistados após o sumiço de um cartão da professora na quarta-feira. A Sedu vai investigar o caso e os três podem ser demitidos.

Segundo a Secretaria de Educação do Estado, o cartão de transportes da professora, que é temporária, teria sumido na sala de aula. Ela chamou o coordenador, também temporário, que teria revistado as mochilas dos estudantes e levado os meninos ao banheiro, onde os teria obrigado a tirar a roupa.

Em nota, a Sedu pede desculpa às famílias e alunos envolvidos e afirma que um assistente social fará acompanhamento com a turma. A secretaria afirma ainda que a professora poderia ter pedido o cancelamento do cartão, que o coordenador não tem o direito de colocar os alunos em situação de revista íntima e a diretora não comunicou o fato à Superintendência de Educação de Carapina, responsável pela região.

Procurada pelo Terra, a Escola Estadual Elice Baptista Gaudio não quis se manifestar sobre o assunto.