SP: alunos da Unesp agridem colegas em 'rodeio de gordas'

 

Um grupo de alunos da Universidade Estadual Paulista (Unesp) agrediu colegas durante uma competição que batizaram de “Rodeio das Gordas”.   A agressão ocorreu durante o InterUnesp, o maior evento esportivo e cultural universitário, que ocorreu em Araraquara, reunindo 15 mil estudantes.

O objetivo da ação era agarrar mulheres, de preferência obesas, e tentar simular um rodeio, ficando o maior tempo possível sobre a colega. Roberto Negrini, um dos organizadores da atividade e criador de uma comunidade no Orkut sobre o tema, diz que a prática era "só uma brincadeira". As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo Negrini, mais de 50 rapazes de diversos campi da Unesp participavam. O estudante afirma que, primeiro, o jovem deveria se aproximar da menina, como se estivesse paquerando. Em seguida, começava a agressão. "O rodeio consistia em pegar as garotas mais gordas que circulavam nas festas e agarrá-las como fazem os peões nas arenas", diz Mayara Curcio, membro de um grupo de 60 estudantes que se mobilizaram contra o bullying.

No Orkut, os participantes estipulavam regras para futuras competições, como cronometrar as performances dos "peões" e premiar quem ficasse mais tempo em cima das garotas com um abadá e uma caneca. Com a repercussão, a página foi excluída do site de relacionamentos, entretanto cópias dos posts se espalharam pelos murais da faculdade, ligadas a frases como “Unesp=Uniban”.

Em sua defesa, Negrini diz que não havia agressão e a garota poderia se soltar se quisesse. O relato de outros alunos é diferente - dizem que parte da "brincadeira" consistia em reagir às tentativas de soltura. Uma manifestação de repúdio ocorreu na última terça-feira, e foi recebida por Ivan Esprança, vice-diretor da Faculdade de Ciências e Letras, do Campus de Assis.