Em Santa Catarina Lula recebe três bolos de aniversário e discursa contra elite

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que comemora 65 anos nesta quarta-feira, foi presenteado com três bolos de aniversário ao final da solenidade de inauguração das obras de recuperação de um dos berços do Porto de Itajaí, município localizado na região norte de Santa Catarina. Bastante emocionado, Lula afirmou ter sido o último discurso como presidente em Santa Catarina.

"Devo passar no Rio Grande do Sul para inaugurar um túnel que uma perereca não deixava, mas aqui Santa Catarina só volto para descansar na praia", disse ele. A declaração foi dada em alusão ao episódio do túnel da BR-101, em Osório, no interior do Estado. A obra ficou paralisada por seis meses para órgãos ambientais avaliarem o impacto da infraestrutura sobre a espécie de anfíbio encontrado no local, segundo o governo.

Ao final da cerimônia, a filha de Lula, Lurian Cordeiro da Silva, e sua neta Beatriz o presentearam com um bolo com a estrela do Partido dos Trabalhadores (PT).

O prefeito de Itajaí, Jandir Bellini (PP), e a senadora Ideli Salvatti (PT-SC) também fizeram questão de levar mais dois bolos à solenidade. A cerimônia reuniu cerca de 400 pessoas e foi marcada pelo tom de despedida do presidente. Lula fez um balanço de suas ações em oito anos de mandato e atacou a elite brasileira.

"Provei, acima de tudo, que uma pessoa sem estudo, do povo, pode se transformar em um grande presidente. A elite nunca investiu em educação pois queria que fossemos peões por toda a vida. Mas a política é feita de inteligência. Se ela fosse destinada somente aos letrados, teríamos como presidente um analista político e não um torneiro mecânico", afirmou.