Peça de 8 kg se desprende de caminhão e mata advogada em SP

 

 

    SÃO PAULO - A advogada Arlete Gimenez de Melo Andrade, 44 anos, morreu na tarde desta quarta-feira ao ser atingida por uma peça de cerca de 8 kg que se desprendeu de um caminhão. Ela transitava na companhia de sua filha pela rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), em Martinópolis (SP), quando aconteceu o acidente.

A mulher seguia pela rodovia no sentido de Osvaldo Cruz para Martinópolis. Assim que atingiu o quilômetro 418 da rodovia, a sapata do freio (peça metálica com cerca de 8 kg), se desprendeu de um caminhão que seguia logo à frente, quicou no asfalto e bateu contra o para-brisa do carro da advogada. Segundo a Polícia Rodoviária, o caminhão seguiu viagem sem ser identificado e, provavelmente, o motorista não notou o ocorrido.

Com o forte impacto, a peça estourou o vidro e atingiu a região frontal da cabeça da mulher, que teve morte instantânea. O impacto ainda quebrou a parte superior do assento da motorista.

A filha da advogada de 15 anos, que presenciou o acidente, entrou em estado de choque e teve de ser levada ao hospital, onde foi medicada. O corpo da vítima foi removido para o IML de Presidente Prudente para os exames necrológicos e foi liberado no final da tarde para os funerais.