São Paulo assina contrato para expansão de linha do Metrô

O governador de São Paulo, Alberto Goldman, participou nesta quarta-feira da assinatura dos contratos dos lotes 2 a 8 do prolongamento da Linha 5-Lilás do Metrô. As obras no trecho entre Adolfo Pinheiro e Chácara Klabin devem ser iniciadas em até 30 dias com a abertura das ordens de serviço e devem ser concluídas até meados de 2014.

De acordo com a prefeitura, com a expansão da Linha 5-Lilás, o bairro de Santo Amaro ficará mais perto do centro de São Paulo. O novo trecho reduzirá em cerca de uma hora o tempo de deslocamento para usuários da zona sul da cidade.

No total, a Linha 5-Lilás terá 20 km de trilhos e será conectada com as Linhas 1-Azul, em Santa Cruz, e 2-Verde, na Chácara Klabin, além do corredor São Paulo-Diadema da EMTU.

Atualmente, a Linha 5-Lilás opera no trecho entre as estações Capão Redondo e Largo Treze, com seis estações e extensão de 8 km. A linha atende cerca de 178 mil passageiros por dia e se conecta com a Linha 9-Esmeralda da CPTM na estação Santo Amaro.

Os lotes de 2 a 8 correspondem à construção das obras civis, acabamento e via permanente do prolongamento da Linha 5-Lilás, que seguirá da futura estação Adolfo Pinheiro, no centro de Santo Amaro, pelos eixos das avenidas Adolfo Pinheiro, Santo Amaro e Ibirapuera, continuando pela rua Pedro de Toledo.

Serão atendidos os bairros do Brooklin, Campo Belo, Ibirapuera, Moema, Vila Clementino, Vila Mariana e Chácara Klabin. As obras do trecho entre Largo Treze e Adolfo Pinheiro já estão em andamento.

A Linha 5-Lilás também deve facilitar o acesso a oito grandes hospitais, como o Hospital do Servidor Público e o Hospital São Paulo.

Plano de expansão 

As obras de extensão da Linha 5-Lilás do Metrô fazem parte do Plano de Expansão dos Transportes Metropolitanos de São Paulo. O investimento é de R$ 23 bilhões, até 2011, na ampliação do Metrô e na modernização da malha ferroviária.