Policial é suspeito de matar colega na Zona Leste de São Paulo

     SÃO PAULO - O soldado da Polícia Militar de São Paulo Bruno Farhat Serrano, 26 anos, foi morto com um tiro na cabeça na noite de terça-feira na frente de um bar em Itaquera, Zona Leste de São Paulo.

De acordo com depoimento de testemunhas, ele teria discutido com um homem, que também seria policial militar. Durante a briga, Serrano foi atingido pelo tiro. Ele foi levado para o hospital, mas não resistiu ao ferimento.

O autor do crime fugiu e não foi encontrado. A Polícia Militar não confirmou se ele é um policial da corporação.