PF prende três em operação contra venda de remédios via web

A Polícia Federal prendeu em flagrante nesta terça-feira, durante a Operação Panaceia, três suspeitos de venda de medicamentos pela internet. Segundo informações iniciais da PF, são cumpridos 20 mandados de busca e apreensão em sete Estados brasileiros: Santa Catarina, Rio de Janeiro, Maranhão, Minas Gerais, São Paulo, Paraíba e Ceará. 

Ainda de acordo com a polícia, 45 países associados à Interpol participam da ação. A PF não soube informar se estes países auxiliam na operação brasileira porque há compradores fora do País ou se também há suspeitos internacionais. Os principais medicamentos comercializados são anabolizantes, abortivos, inibidores de apetite, medicamentos caseiros e fórmulas sem registro.

De acordo com a Polícia Federal, os criminosos utilizam sites, fóruns e redes sociais e classificados em jornais para vender abortivos, inibidores de apetite, anabolizantes, medicamentos caseiros e fórmulas sem registros.

A operação é feita em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A PF informou que irá divulgar o balanço da operação assim que tiver números fechados. Segundo a polícia, o crime é hediondo e prevê de 10 a 15 anos de reclusão.

Com agências