Cacique suspeito de abusar de crianças em aldeia é preso em SC

     FLORIANÓPOLIS - A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu na manhã desta quinta-feira o ex-cacique da reserva indígena de Toldo Pinhal, na cidade de Seara (SC), Antonio Nunes. Ele estava foragido desde o dia 26 de setembro e é suspeito de ter abusado de três meninas na escola onde atuava como educador social.

A pedido do Ministério Público, a Justiça emitiu um mandado de prisão temporária na semana passada, mas o indígena conseguiu fugir. O promotor responsável pelo caso, Eduardo Sens dos Santos, ainda apura o suposto auxílio de um servidor da Fundação Nacional do Índio (Funai) na fuga do cacique.

Antonio Nunes estava em sua casa e tentou escapar pela janela quando percebeu a chegada de policiais civis e militares. Ele foi levado à delegacia de Concórdia, no oeste de Santa Catarina, onde prestou depoimento. Ainda nesta quinta-feira, o indígena será encaminhado ao presídio regional de Concórdia.