Fissuras atingem quase um quarto da rede do Metrô de SP

      SÃO PAULO - O Metrô de São Paulo vai definir nesta quarta-feira a contratação de uma empresa para eliminar fissuras em estruturas de concreto em estações e túneis das quatro linhas operadas pela companhia. As rachaduras - algumas com até 5 cm - atingem 16,8 km dos 68 km de extensão do metrô paulistano, quase um quarto da rede. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

A licitação ainda prevê o reparo de cerca de 40 mil m² de concreto, limpeza de superfícies cobertas por sujeira de pombos, colocação de telas antipássaros, pintura e troca de suportes para publicidade e comunicação visual (sinalização do metrô). As obras começam em novembro e devem durar 15 meses. O trabalho será realizado entre 0h e 4h, quando o metrô não estiver operando.