Porteiro morre durante incêndio em Salvador

     SALVADOR - Um porteiro de 33 anos morreu durante um incêndio que destruiu a casa onde ele morava, na comunidade Portelinha, em Sussuarana, periferia de Salvador, na tarde de domingo. A vítima teria se embriagado, dormiu e não conseguiu escapar do fogo.

Construída com peças de madeira, a moradia de Márcio foi rapidamente consumida pelas chamas. De acordo com o perito criminal José Carlos Montenegro, do Departamento de Polícia Técnica (DPT), a hipótese mais provável é a de que o incêndio tenha começado a partir da explosão de uma panela de pressão que foi encontrada pelos agentes com a lateral rompida.

Apesar do parecer inicial do perito, a delegada da Polícia Civil que presidiu o levantamento cadavérico disse que as causas do incêndio serão investigadas. O irmão da vítima, um costureiro de 25 anos, defendeu a hipótese de homicídio. Ele disse ter ouvido de populares que um homem teria provocado o incêndio utilizando líquido inflamável. A polícia não confirmou a informação.

O costureiro disse ainda que o irmão dele costumava se envolver em brigas de bar quando consumia bebidas alcoólicas e que a vítima passou a morar sozinha há cerca de um ano, após se desentender com familiares. O porteiro deixou quatro filhos.