Gravações da PF indicam fraudes na Câmara de Campo Grande

Notícia publicada neste sábado revela um suposto esquema de cobrança de propinas na Câmara de Vereadores de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. As suspeitas foram levantadas por causa de uma gravação feita pela Polícia Federal em junho com vereadores de Dourados. As informações são do jornal Folha de S.Paulo

Na conversa, dois vereadores explicam como funcionava o esquema de desvio de verbas e asseguram cobrar menos propina que os legisladores da Câmara de Campo Grande. O presidente do legislativo da capital sul-matogrossense, Paulo Siufi (PMDB), disse desconhecer as informações contidas no diálogo, mas ressaltou que se existirem irregularidades, os responsáveis serão punidos.