Professor é afastado por xingar alunos e quebrar porta em SP

      SÃO PAULO - Um professor da Escola Estadual Ismael Iglesias, em Caraguatatuba, litoral de São Paulo, foi afastado de suas funções após xingar alunos durante uma aula na terça-feira. De acordo com a polícia, ele teve um desentendimento com um dos alunos e perdeu o controle. Ele teria empurrado uma aluna de 14 anos e também uma professora que tentou intervir na discussão, além de ter quebrado a porta da sala e jogado para o alto várias carteiras.

Segundo a polícia, um aluno gravou os xingamentos do professor pelo celular. Na gravação, ele falava palavrões, gritava e chegou a ameaçar os alunos de morte. O boletim de ocorrência foi registrado pela aluna ofendida, pela professora e pela diretora da escola. Como não houve flagrante, de acordo com a polícia, ele não foi procurado. Mas inquérito policial foi aberto, e o professor deve ser chamado para prestar depoimento.

O homem não tem passagem pela polícia, mas, segundo um agente policial, ele registrou alguns boletins de ocorrência suspeitos, como alegar que o combustível de sua moto teria sido furtado, quando a informação não procedia, segundo a polícia.

A corporação informou ainda que ele teria alguma disfunção psíquica, mas, até o momento, não há informação oficial sobre o assunto.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Educação informou que uma comissão formada por três supervisores de ensino foi designada para apurar o caso e que o professor permanecerá afastado até que a apuração preliminar seja concluída.