Webjet diz que cancelamentos serão normalizados até sexta

A companhia aérea Webjet informou, por meio de comunicado, que os cancelamentos de voos serão normalizados até sexta-feira. Segundo a Infraero, nesta quarta-feira, mais de 60% das operações empresa haviam sido canceladas. Por volta das 13h, esse índice era de 55,2%.

A empresa afirmou na nota que os cancelamentos registrados ao longo do dia de hoje já haviam sido realizados no decorrer do mês de setembro e que os passageiros foram reacomodados em outros voos da companhia ou realocados para outras empresas aéreas.

Os passageiros que tiveram os voos cancelados, segundo a Webjet, já haviam sido informados pela empresa. Aqueles que não puderam ser encontrados, são recebidos por funcionários da empresa nos aeroportos e orientados sobre os novos horários dos voos.

Nessa semana, a empresa anunciou medidas para solucionar os problemas que provocaram um alto índice de cancelamentos. Na segunda-feira, quase metade dos voos da companhia no País haviam sido cancelados, o que provocou filas e tumulto em diversos aeroportos.

A Webjet informou que alto índice de cancelamentos foi motivado pela impossibilidade de exceder o limite de horas de trabalho da tripulação da companhia. "A companhia foi obrigada a reduzir o numero de voos na ultima semana de setembro para cumprir a lei nº 7.183, que regula os limites de trabalho dos aeronautas".

Como tentativa de solucionar os problemas, a Webjet anunciou que permitirá a reacomodação dos passageiros em voos da própria companhia ou de empresas concorrentes, a isenção total das taxas de remarcação normalmente aplicadas, o reembolso das tarifas pagas pelas passagens e o fretamento de aeronaves.

Em consequência dos cancelamentos, a Anac suspendeu a venda de bilhetes da companhia nos voos programados até a próxima sexta-feira. Em nota, a Anac informou que vem acompanhando a evolução do índice de voos cancelados pela empresa, que passaram de 2,4% em agosto para 5,7% em setembro, chegando a 9,7% na última semana.