Em Minas, oficial reformado do Exército é preso por suspeita de pedofilia

A Polícia Federal em Montes Claros (MG) prendeu em flagrante na quinta-feira, durante a Operação Senhor das Armas, um oficial reformado do Exército acusado de pedofilia e posse ilegal de armas de fogo.

Na casa do oficial, foram encontradas duas armas de fogo antigas e, na fazenda dele, foram apreendidas armas de fogo de uso restrito - uma pistola 9 mm e um fuzil com brasão da república - munições, esplosivos, detonadores, além de mídias como HD e pen drive contendo imagens pornográficas de crianças e adolescentes.

As investigações duraram três meses. O oficial foi preso ainda por ameaça aos policiais federais já que, de acordo com a PF, na delegacia, ele teria dito, aos gritos, que, após sair da prisão, iria "matar vários policiais" e, em seguida cometer suicidio.