Auditoria aponta irmão de Erenice Guerra envolvido em desvios

Portal Terra

BRASÍLIA - Segundo matéria publicada no jornal Folha de S. Paulo desta quarta-feira, o irmão da ministra Erenice Guerra, da Casa Civil, José Euricélio Alves de Carvalho, é apontado por auditoria do próprio governo como responsável pelo desvio de R$ 5,8 milhões da editora da UnB em contratos fantasmas. No desvio, estariam inclusos pagamentos ao próprio José Euricélio e a Israel Guerra, filho da ministra que atuaria como lobista.

De acordo a reportagem, a folha de pagamentos suspeitos da UnB traz pelo menos R$ 134 mil destinados a José Euricélio e a Israel Guerra entre 2005 e 2008, período em que Erenice era secretária-executiva da Casa Civil, subordinada à então ministra Dilma Rousseff, atual candidata do PT à presidência da República.

O jornal diz ainda que José Euricélio era da direção da editora e coordenador-executivo dos programas que, segundo relatório da Controladoria-Geral da União, tiveram R$ 5,8 milhões desviados para 529 pessoas.