SP: após acidente com trem, MPF pede fiscalização na linha férrea

Portal Terra

S O PAULO - O Ministério Público Federal em Piracicaba (SP) determinou nesta sexta-feira que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) "fiscalize, imediatamente, as condições de segurança da linha ferroviária no trecho que se situa dentro do perímetro urbano de Americana". Foi em um cruzamento no local sobre a rua Carioba, centro da cidade, que um trem de carga atingiu um ônibus e matou nove pessoas.

» Cidade de Americana decreta luto por acidente em linha de trem

» SP: acidente entre trem e ônibus deixa 9 mortos e 17 feridos

» Siga o Terra no Twitter

Além da ANTT, o MPF pediu, em outro ofício, informações à empresa América Latina Logística (ALL), que opera aquele trecho ferroviário, sobre quais medidas foram tomadas em relação ao acidente.

A procuradora da República Heloísa Maria Fontes Barreto enviou os ofícios à agência e as respostas servirão para formar o inquérito civil público sobre as condições de instalação, manutenção, funcionamento e segurança da malha ferroviária em Americana.

No ofício enviado ao diretor geral da agência reguladora, Bernardo Figueiredo, o MPF cobrou também informações a respeito de quais medidas a ANTT tomou após o acidente. À concessionária ALL, além das informações sobre as medidas tomadas, o MPF requisitou ao presidente da companhia, Paulo Basílio, que acompanhe a apuração do acidente.

A ALL informou que o motorista do ônibus não respeitou a sinalização e foi atingido pelo trem. Conforme a empresa, o maquinista, que não se feriu, acionou o resgate. No cruzamento de passagem dos veículos que corta a linha de trem, há uma luminária e um gerador de sinal sonoro, além de placas indicativas. O cruzamento conta ainda com um viaduto e uma passarela para pedestres.