SE: polícia civil prende sete em operação 'Anjos de Pedra'

Portal Terra

ARACAJU - A Polícia Civil de Itabaiana, agreste de Sergipe, deflagrou a "Operação Anjos de Pedra", que culminou com a prisão de sete pessoas e apreensão de um adolescente de 17 anos. Todos são acusados de integrar uma quadrilha responsável pela venda de crack e outras drogas no chamado Bairro Luís Magalhães, conhecido como "Invasão", periferia da cidade serrana.

Eles também foram investigados pela prática de furtos e roubos. A ação da Delegacia Regional de Itabaiana contou com seis delegados e 25 policiais, com apoio do Departamento de Narcóticos (Denarc) e da Delegacia de Campo do Brito.

A partir de uma denúncia anônima, agentes do Setor de Entorpecentes da regional infiltraram-se no bairro durante dois meses, convivendo como moradores da área. Nesse período, eles conseguiram mapear os traficantes e identificar as pessoas que recrutavam os demais moradores para fazer a venda de crack. A prática de apuração é prevista na lei e conhecida como "ação controlada".

Durante o levantamento, algumas micro-câmeras foram implantadas pelos policiais nas ruas do bairro e estas acabaram flagrando até crianças menores de 12 anos vendendo a droga. De acordo com Hugo Leonardo, delegado que coordenou a operação, esses presos passavam pedras de crack às crianças, que a cada pedra de crack vendida, ganhavam R$ 1 e repassavam os R$ 9 restantes ao traficante. "É um estratégia para evitar o flagrante, ou seja, o crime de tráfico aos maiores. As crianças, todas elas, acabaram se viciando em drogas, a gente sabe que os adolescentes também estavam viciados em drogas. Na medida em que foram feitos os pedidos de busca ao Judiciário, também o tratamento ambulatório e clínico dessas crianças que se tornaram viciadas", disse o delegado.

Uma dessas crianças, com apenas 11 anos de idade, arregimentava as demais. Esta e outro menino da mesma idade foram detidos e entregues aos pais na Delegacia de Itabaiana. "Sobre os menores, o procedimento foi solicitado ao Ministério Público, que a partir daí tomará as medidas necessárias no sentido de conseguir uma internação", disse o delegado regional Fabio Pereira.

Durante o período de investigação diversas pedras de crack foram compradas pelos policiais que estavam infiltrados na área. As compras foram gravadas e encaminhadas ao juízo da Vara Criminal de Itabaiana, embasando os pedidos da Polícia Civil de prisão e busca e apreensão. Todos os mandados foram expedidos com o crivo do Ministério Público.

Além da apreensão do adolescente de 17 anos, foram presos sete adultos. Com os acusados, foram apreendidas diversas pedras de crack e mais de 50 sementes de maconha.

O trabalho ainda rendeu a identificação de dois distribuidores da droga, que estão foragidos e foram responsáveis por trazer a Itabaiana 10,5 kg de maconha, apreendidos há um mês no município. Também foi identificado o suspeito responsável por furtos em Itabaiana.