Linha férrea de Americana teve acidente semelhante em 2006

Maurício Vargas, Portal Terra

AMERICANA - O acidente que matou nove pessoas e deixou pelo menos 17 feridas na noite de quarta-feira (8) em Americana (SP), em que um trem da América Latina Logística (ALL) atingiu um ônibus da empresa Viação Cidade de Americana (VCA), não foi o primeiro registrado no cruzamento da rua Carioba com a linha férrea, na região central da cidade.

No mesmo local, em fevereiro de 2006, um trem da Ferrovias Brasil colidiu com um ônibus da Auto Viação Americana (AVA), com 18 passageiros. Na ocasião, o ônibus tombou e ficou preso entre um vagão e a passarela de pedestres, deixando somente um ferido leve. Os passageiros foram retirados do ônibus através da saída de emergência de uma das janelas.

No momento do acidente, a composição realizava manobras e a sinalização alertava os veículos, mas o motorista avançou o cruzamento. Um funcionário do trem percebeu a aproximação do ônibus e avisou o maquinista, que conseguiu diminuir a velocidade do veículo a tempo.

À época, o então diretor da Unidade de Trânsito da Secretaria de Transporte de Americana, Edison Barreto, afirmou que a colocação de uma cancela não era necessária e que a prefeitura possuía um projeto de construção de uma porteira no local.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente desta terça foi o mais grave já registrado na área urbana de Americana. Apesar disso, o secretário municipal de Transportes, Jesuel de Freitas, negou a intenção de instalar uma cancela. "A cancela não é necessária. A existência de sinal sonoro e luminoso no local é suficiente", disse.