Em áreas de fronteira, PF apreendeu 46 t de drogas em cinco meses

Luciana Cobucci, Portal Terra

BRASÍLIA - As ações coordenadas pela Polícia Federal (PF) nas fronteiras brasileiras na tentativa de combater o tráfico de drogas, medicamentos e equipamentos roubados, batizadas de Operação Sentinela, já apreenderam mais de 46 t de drogas entre março e julho deste ano. Os dados foram apresentados nesta quinta-feira pela PF ao ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto.

Entre as drogas apreendidas estão maconha, haxixe, cocaína e pasta base da droga e crack, além de 1,1 mil frascos de lança-perfume. Também foram apreendidas mais de 250 mil caixas de remédios contrabandeados, falsificados ou cuja venda é proibida no Brasil.

De acordo com dados da polícia, houve um aumento de 600% no volume apreendido de maconha e de 1.000% na quantidade de remédios contrabandeados em Foz do Iguaçu (PR), que faz fronteira com a Argentina e o Paraguai. Durante as operações, os policiais chegaram a encontrar três tartarugas, que seriam contrabandeadas do Brasil para outros países.

A Operação Sentinela é uma ação conjunta nas fronteiras entre PF, Forças Armadas, Polícia Rodoviária Federal e polícias de 11 Estados brasileiros que fazem fronteira com outros países. A operação também está concentrada na região Amazônica, onde conta com o apoio de órgãos de controle da área, como o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam).

Durante as operações, entre março e julho, a PF também prendeu mil pessoas em flagrante e cumpriu outros 135 mandados de prisão. Também foram apreendidos eletroeletrônicos, armas, explosivos, equipamentos de informática e celulares.