Delegado do caso Mércia é afastado da delegacia de homicídios

Portal Terra

S O PAULO - O delegado Antonio Olim, responsável pelas investigações do assassinato da advogada Mércia Nakashima foi afastado a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, e ficará à disposição da Polícia Civil, informou nesta terça-feira, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

Olim era o titular da DHPP paulista, e foi afastado do cargo na segunda-feira. De acordo com a secretaria, a medida foi um remanejamento interno de caráter administrativo, e o delegado está agora à depósito da Polícia Civil.

O Caso

À frente da DHPP, o delegado comandou as investigações do caso da advogada Mércia Nakashima, 28 anos, que teria sido assassinada pelo ex-namorado e policial aposentado, Mizael Bispo de Souza, que não aceitaria o fim do relacionamento.

Rastreamento de chamadas telefônicas feito pela polícia com autorização da Justiça colocariam os dois na cena do crime, de acordo com as investigações. Mizael e o vigia Evandro Bezzerra Silva são considerados pela Polícia Civil os principais suspeitos do crime. Eles negam as acusações.

Mércia desapareceu no dia 23 de maio e seu corpo foi encontrado, em 11 de junho, em uma represa na cidade de Nazaré Paulista, a cerca de 60 km da capital, onde seu caro havia sido encontrado dias antes. A polícia acredita que Mércvia foi morta no mesmo dia de seu desaparecimento.