Consumo de energia nas indústrias bateu recorde histórico em julho

Pedro Peduzzi, Agência Brasil

BRASÍLIA - O consumo industrial de energia elétrica no Brasil bateu o recorde histórico no mês de julho, alcançando 15.915 gigawatts-hora (GWh). Isso equivale a uma demanda 13,7% superior a igual período em 2009. De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o recorde anterior foi de 15.823 GWh , registrado em agosto de 2008.

Dados da Resenha Mensal do Mercado de Energia Elétrica relativa ao mês de julho de 2010, divulgados hoje (23) pela EPE, indicam que o total de energia consumida no país foi de 34.382 GWh no mês passado uma alta de 8,4% frente ao mesmo período, em 2009.

A média de consumo nos primeiros sete meses do ano foi de 157,2 quilowatts-mês (kW-mês). De acordo com a EPE, esta é a maior média de consumo desde 2001, quando as residências apresentaram um consumo médio de 163 kW-mês.

As regiões Norte e Nordeste continuam apresentando forte expansão, ambas com taxa de crescimento de 13,9% no mês de julho, frente a julho de 2009. A EPE credita isso ao fato de as regiões terem sido as principais beneficiadas pelo aumento de renda, pelos programas sociais do governo federal e pelo aumento da posse de equipamentos eletrônicos.

Já o consumo comercial cresceu 4,5% na comparação com julho de 2009, chegando a 5.220 GWh. Apesar de ser a primeira vez que o crescimento mensal dessa categoria fica abaixo de 5%, a taxa acumulada até julho mostra um crescimento ainda expressivo, de 6,7%, e atinge diversos ramos, como veículos, motos, peças, móveis, eletroeletrônicos, informática e materiais de construção.

As regiões Norte e Nordeste também receberam destaque da EPE neste grupo, com taxas de crescimento de 9,8% e 9% respectivamente, motivados pelas condições favoráveis de crédito e pelo

incremento da massa salarial. De acordo com a EPE, isso acabou alavancando as atividades de comércio e serviços.