CDs vendidos em SP teriam informações de 1 milhão de pessoas

Portal Terra

S O PAULO - Os CDs apreendidos pela Polícia Civil de São Paulo na manhã desta terça-feira teriam informações sigilosas de cerca de 1 milhão de pessoas em cada cópia. Segundo a assessoria do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), não é possível afirmar se os dados se restringem a cidadãos de São Paulo ou de outros Estados. Uma perícia no material será feita ainda nesta terça-feira.

Pela manhã, policiais se passaram por possíveis distribuidores do material e prenderam em flagrante um vendedor de 31 anos suspeito de produzir e vender CDs com informações como RG, CPF e outros no bairro Santa Ifigênia, região central da cidade. A polícia acredita que o homem agia sozinho, mas procura as pessoas para as quais ele distribuía a mídia. O suspeito irá responder por crime contra a inviolabilidade dos segredos.

O delegado Antônio Lambert, titular da Delegacia Antipirataria, disse que, apesar do flagrante, pode ser estipulada uma fiança de R$ 6 mil. Até as 17h30, o suspeito não havia pagado o valor, segundo o Deic.