SP: ação contra venda de animais silvestres acaba com 27 presos

Portal Terra

S O PAULO - A Polícia Civil prendeu 27 pessoas e apreendeu mais de 600 animais silvestres que eram comercializados ilegalmente em uma feira em São Miguel Paulista, na Zona Leste de São Paulo. Entre os presos, 22 foram detidos por tráfico de animais silvestres, formação de quadrilha e maus tratos. Os outros cinco responderão por crime contra a propriedade imaterial.

A Operação Fauna Livre foi uma ação conjunta entre policiais da Divisão do Meio Ambiente, do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), e da Delegacia Antipirataria do Departamento de Investigações Sobre o Crime Organizado (Deic). O objetivo era impedir o comércio de produtos falsificados e de animais silvestres.

O alvo da investigação era a feira de objetos usados que acontece aos domingos na rua São Gonçalo do Rio das Pedras, em São Miguel Paulista, na Zona Leste. No local, foram encontrados mais de 600 animais silvestres - sendo cerca de 500 aves, 90 tartarugas e 17 iguanas - que eram comercializados ilegalmente.