Preso vendedor que usaria 4 empresas para golpes em SP

Portal Terra

S O PAULO - A delegacia de Repressão a Estelionato do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado de São Paulo (Deic) prendeu um vendedor acusado de utilizar quatro empresas para aplicar golpes. A prisão ocorreu na manhã desta segunda-feira na Vila Santos, zona norte da capital.

Os policiais se passaram por entregadores para prender o suspeito. Segundo o delegado Eduardo Gobetti, titular da Delegacia de Estelionato do Deic, Eduardo Roberto dos Santos, 35 anos, pode ter provocado prejuízos de R$ 15 mil aos fornecedores.

Santos utilizaria quatro empresas de fachada (uma transportadora, um lava-rápido, um comércio de enxovais e uma representação comercial) para aplicar os golpes. Segundo a investigação, ele comprava os materais de fornecedores, não honrava os pagamentos e revendia para terceiros. Nenhuma empresa está em seu nome, mas todas tem o mesmo endereço de um imóvel no bairro Itabira, onde o vendedor mora. "As entregas acontecem nesse local", disse Gobetti.

Os policiais prenderam o vendedor recebendo um carregamento de óleo lubrificante avaliado em R$ 4 mil. A nota fiscal foi expedida em nome da empresa de enxovais. A polícia acompanhou os funcionários do fornecedor e Santos foi detido quando assinou o recibo de entrega. Gobetti afirmou que o vendedor tem outras cinco passagens anteriores por estelionato. A polícia procura agora outras pessoas que podem estar envolvidas com o esquema.