Por irregularidades, Anvisa suspende importação do remédio Onicit

Agência Brasil

BRASÍLIA - Carolina Pimentel

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu hoje (9) a importação do remédio Onicit, indicado para evitar náusea e vômito durante o tratamento de quimioterapia contra o câncer.

De acordo com a Anvisa, foram encontradas irregularidades durante inspeção feita em abril na fábrica OSO Biopharmaceuticals Manufacturing, nos Estados Unidos, onde o medicamento é produzido. A importação para o mercado brasileiro é feita pela empresa Schering-Plough, de São Paulo.

A agência também decretou a suspensão da venda e distribuição do lote 0634/09 do fitoterápico Valeriana Officinalis (comprimido usado para problemas com insônia) fabricado pelo laboratório Pharmascience, com sede em Minas Gerais.

O lote - fabricado em maio de 2009 e com validade até maio de 2011 - apresentou resultado considerado insuficiente nos testes de qualidade. A empresa terá de recolher o produto do mercado. A Anvisa recomenda que os pacientes interrompam o uso imediato dos produtos com lotes suspensos e procurem um médico.

Outra medida suspende a venda e fabricação de qualquer produto da empresa Verde Vida Ervas, também em Minas, por falta de registro na Anvisa. Um dos produtos da empresa chamado Dorfim estava sendo vendido ilegalmente em Santa Catarina, conforme a agência. As resoluções da Anvisa foram publicadas no Diário Oficial da União de hoje (9).