Polícia prende suspeitos de roubo de cargas em rodovia de SP

Portal Terra

S O PAULO - A Polícia Civil prendeu, na tarde de terça-feira, no bairro Butantã, Zona Oeste de São Paulo, três pessoas - dois homens de 31 anos e outro de 21 anos - suspeitas de integrar um grupo especializado em roubo de cargas no trecho inicial da rodovia Anhanguera.

O trio faria parte da quadrilha da blitz, que tem como principal estratégia simular ações policiais que obrigam motoristas a parar os caminhões. Uma pessoa conseguiu fugir.

Entre os objetos apreendidos, em uma casa próxima ao bar onde o grupo se reunia, estavam rádios transmissores, celulares, munições, equipamentos para bloquear o sistema de rastreamento de caminhões e notas fiscais.

Os policiais apreenderam ainda, nas proximidades do bar, um GM Astra preto com equipamentos com sirene e dispositivos de luzes similares aos utilizados em viaturas. O veículo apresentava queixa de roubo desde abril, quando a quadrilha teria atacado um caminhão carregado de eletroeletrônicos no km 20 da rodovia Anhanguera.

No automóvel, havia porções de maconha, cocaína e haxixe, além de uma metralhadora, uma pistola calibre 9 mm e uma jaqueta com as inscrições da Polícia Civil. Os investigadores também apreenderam um Volkswagen Fox, um Fiat Palio, um Fiat Idea e um Fiat Punto.

Informações de campo obtidas pela Delegacia de Repressão a Roubo de Cargas (DRRCargas) do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) e levantamentos da Unidade de Inteligência Policial revelaram que o esquema de roubo de mercadorias na rodovia financiava o tráfico de drogas.

Nos quatro meses de investigação, a polícia descobriu que o grupo se reunia em um bar de fachada na rua Linda Abud Siufi, Jardim Nelly. No local, os envolvidos também comercializavam drogas.