PI: candidato do PTB é proibido de usar imagens de Lula e Dilma

Yala Sena, Portal Terra

TERESINA - O candidato do PTB ao governo do Piauí, João Vicente Claudino, está proibido de usar imagens do presidente Lula e candidata do PT, Dilma Rousseff, na campanha eleitoral. A decisão foi da juíza Haydeé Castelo Branco, da comissão de propaganda do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A ação foi impetrada pelo presidente do PSDC no Piauí, Sérgio Bandeira. A juíza se baseou na argumentação de que o partido não pode usar imagem de não filiados.

O senador João Vicente Claudino rachou com o governo do Estado e lançou candidatura própria. Na campanha, o material impresso - cartazes e folderes - o candidato sempre aparece ao lado de Dilma e Lula.

A assessoria do candidato já foi comunicada da decisão e recorreu. O advogado Charles Marx argumenta que o PSDC não lançou candidato a governador nem oficialmente se coligou por nenhum partido no Estado. "O PSDC não tem legitimidade para ser autora da parte e nem interesse processual", disse o advogado.

Outra justificativa do advogado é que o PDT e o PTC são partidos coligados com João Vicente e estão apoiando a candidata do PT. "O vice do senador João Vicente é do PDT que apoia Dilma. A chapa é unidivisível", disse o advogado.

Charles destacou ainda que o uso da imagem de Lula e Dilma na campanha de João Vicente não viola direitos do PSDC. Ele disse que argumentará no recurso que após o fim da verticalização não existe obrigatoriedade de reproduzir em âmbito regional as coligações nacionais.

"O PTB nacional se coligou com o PSDB, mas liberou as lideranças. Por isso, o João Vicente pode votar em Dilma. Além do mais a utilização de imagem de não filiados só existe obrigatoriedade no rádio e na TV", destacou o advogado.

Palanque

O Diretório do PT e do PSB, partido do governador Wilson Martins, que tenta à reeleição, comunicaram mês passado que os dois partidos não vão brigar pelo palanque de Dilma no Piauí. Porém, o governador alfinetou: "é constrangedor um candidato não poder usar o número e nem a coligação da candidata. Não vamos brigar por isto. Mas, a população do Piauí sabe quem está do lado de Dilma e Lula", disse Wilson Martins. A visita da ex-ministra ao Piauí ainda não tem data agendada.