PE: Campos diz que está "colhendo o que plantou", sobre PSDB

Ed Ruas, Portal Terra

RECIFE - O governador e candidato à reeleição, Eduardo Campos (PSB) afirmou, nesta quarta-feira (04), que "está colhendo o que plantou" sobre o apoio que tem recebido de lideranças dos partidos de oposição. De acordo com o líder do PSB nacional, o tratamento com adversários sempre foi de respeito, "mesmo quando mudaram de lado" e lembrou que muitos tucanos pernambucanos passaram pelo PSB.

"Não faço política com estresse. Estamos colhendo o que plantamos. O PSDB é cheio de pessoas que trabalharam conosco, pessoas que foram secretários no mesmo governo que eu fui. Quando eles tomaram a decisão de apoiar o projeto de eleição do governador Jarbas Vasconcelos nós gostamos? Não. Mas continuamos conversando com eles e convivíamos", avaliou Campos em entrevista à rádio JC/CBN.

A declaração de Eduardo Campos tenta justificar a entrada de 14 dos 17 prefeitos do PSDB em Pernambuco que apoiam sua candidatura. O governador explicou que teve com alguns tucanos uma "convivência de 20 anos", mas nunca os pressionou. "Nunca bati na porta do cidadão e disse: mude de partido que você é de um partido de oposição. O que acontece agora é que junta a vontade (de aderir) com um governo com apoio da população".

Eduardo Campos lembrou que em 2006, quando disputou e venceu a eleição para governador chegou a apoiar um candidato do PSDB a prefeito, pois o vice era do PSB. O candidato revelou também ter recebido, na mesma época, ajuda de prefeitos de partidos contrários ao seu.