Motos passam a ser multadas na pista expressa da Marginal Tietê

Portal Terra

S O PAULO - A Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo (CET) e o Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) começam a multar, a partir desta segunda-feira, os condutores que desrespeitarem a proibição de circulação de motos na pista expressa da Marginal Tietê. A medida faz parte de uma série de ações com o objetivo de reduzir o número de acidentes e de mortes na via e começou a vigorar em caráter educativo no último dia 2 de agosto.

Contagem realizada pela CET aponta que, durante os 15 dias em que os motociclistas tiveram para se adaptar às mudanças, o fluxo de motocicletas que circulam pela pista expressa da Marginal Tietê caiu 88%. De acordo com a companhia, esse número indica que os motociclistas "estão cada vez mais conscientes do seu comportamento no trânsito e de que as medidas que estão sendo adotadas pela prefeitura de São Paulo para conciliar o tráfego das motocicletas com os demais veículos visam a segurança de todos".

Divididos em três turnos, 42 agentes de trânsito da CET e 23 policiais militares do CPTran estarão posicionados diariamente em pontos estratégicos e nos principais acessos das pistas central para a expressa da Marginal Tietê para fiscalizar os motociclistas que desrespeitarem a nova regulamentação. Transitar em local e horário não permitidos pela regulamentação é uma infração média, com perda de 4 pontos na carteira e multa de R$ 85,12.

Para informar aos usuários da via sobre a proibição, a CET vai colocar faixas de orientação nas pontes que transpõem a Marginal Tietê, além das placas de regulamentação que já estão instaladas na via.

Segundo a CET, a Marginal Tietê é a via que registra o maior número de acidentes e de mortes no trânsito em São Paulo. Pela via circulam, diariamente, 350 mil veículos, sendo 70 mil caminhões e 36 mil motos.

Das 50 mortes causadas por acidentes na Marginal Tietê em 2009, 26 eram de motociclistas. Naquele ano, foram 31 acidentes com motos , dos quais 15 ocorreram na pista expressa. Já em 2008, foram registradas 58 mortes em acidentes, dos quais 29 eram motociclistas. De 27 acidentes com motos, 9 ocorreram na pista expressa.

Em 2009, o balanço de mortes no trânsito envolvendo motociclistas confirmou uma tendência inédita. O número de motociclistas que perderam a vida no trânsito caiu 10% em relação ao ano anterior, o que representou 50 mortes a menos.

As observações feitas pela CET indicaram que grande parte desses acidentes ocorre quando os motociclistas estão trocando de faixa.