Greve tem 80% de adesão com 17 mil médicos residentes

Portal Terra

DA REDAÇ O - Cerca de 17.500 médicos residentes do Sistema Único de Saúde (SUs) de todo o País entraram em greve nesta terça-feira. Eles reinvidicam 38,7% de reajuste salarial, além da 13ª bolsa (gratificação natalina), ampliação da licença maternidade de quatro para seis meses, auxílio-moradia e auxílio-alimentação. Eles reinvidicam ainda a instituição de uma data base anual para reajuste e melhores condições de trabalho.

De acordo com a Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR), a adesão corresponde a 80% da entidade, composta atualmente por 22 mil médicos residentes. O maior número de grevistas está em São Paulo. A associação acredita que, ao longo desta semana, o movimento terá mais adesão.

Na segunda-feira, após o anúncio da greve, o Ministério da Saúde ofereceu aumento de 20% na bolsa mensal - que é de R$ 1916,45 - a partir do orçamento de 2011. A proposta, segundo nota divulgada pelo governo, foi possível por meio do remanejamento de recursos de outros projetos dos órgãos financiadores.

Este foi a segunda proposta do ministério. A primeira foi de 17% e ocorreu após a primeira paralisação dos médicos residentes neste ano, entre 13 e 15 de abril, quando os Estados se revezaram em 24h de paralisação das atividades.