Desembargador goiano acusado de assédio sexual

Luiz Orlando carneiro, Jornal do Brasil

BRASÍLIA - O Conselho Nacional de Justiça decidiu instaurar processo disciplinar administrativo contra o desembargador Hélio Maurício de Amorim, do Tribunal de Justiça de Goiás, acusado de assediar sexualmente uma das partes de uma causa que julgava quando ainda era juiz da 6ª Vara de Família de Goiânia, há dois anos.

O desembargador vai responder ao processo administrativo que pode culminar com a sua aposentadoria compulsória no exercício do cargo.

O caso foi encaminhado ao CNJ por que o órgão Especial do TJ goiano arquivara a sindicância interna.

Para o conselheiro José Adônis, relator do pedido de revisão feito pela parte interessada, o magistrado feriu o decoro exigido pelo cargo, ao admitir que foi até a casa da reclamante, embora tenha negado o assédio sexual.