Ar seco afeta 4 regiões do País; umidade fica em 9% no DF

Portal Terra

DA REDAÇ O - Uma massa de ar seco deixou a umidade do ar abaixo de 20% no Centro-Oeste, Sudeste, Norte e Nordeste do País nesta segunda-feira. A umidade no aeroporto Juscelino Kubitschek chegou a 9% às 15h. Pelos padrões da Organização Mundial de Saúde, o índice já determina estado de emergência. As informações são da Climatempo.

Em outras áreas do Centro-Oeste, norte e oeste de São Paulo, Triângulo Mineiro, Tocantins e no sul do Pará, os níveis de umidade do ar às 14 horas estavam na faixa do alerta, entre 13% e 20%. O aeroporto de Presidente Prudente registrou 14% neste horário. Em Cuiabá (MT), Gavião Peixoto (SP) e em Palmas (TO), a umidade relativa do ar estava em 16%.

São José do Rio Preto (norte de SP) tinha 18% de umidade no ar. Em Minas, os aeroportos de Uberlândia e de Montes Claros, e também a região de Campo Grande (MS), registravam 19% de umidade no ar. Em Uberaba, no Triângulo Mineiro, e em Conceição do Araguaia (sul do PA), o nível de umidade às 14h era de 20%.

A umidade do ar muito baixa impede a formação de nuvens e a ocorrência de chuva. Os índices de umidade podem baixar mais até o fim desta tarde. O clima pode continuar seco nos próximos dias.

É aconselhável à população a ingestão de bastante líquido, como forma de evitar desidratação e não se expor ao sol forte.

As autoridades pedem, ainda, que a população não coloque fogo em terrenos baldios e vegetação seca, pois a baixa umidade relativa do ar pode aumentar as chances de incêndio.