BA: após pesquisa Datafolha, Jaques Wagner evita

Davi Lemos, Portal Terra

SALVADOR - Apesar de liderar as intenções de votos na Bahia, segundo levantamento Datafolha, o governador Jaques Wagner manteve a postura já conhecida e não cantou vitória. Recomendou à militância por "sebo nas canelas e sapato de sola de borracha" para o restante do período de campanha. "Esta é a décima quinta pesquisa desde novembro que indica vitória no primeiro turno. Elas estão sempre na mesma linha de coerência nos números", considerou, ponderando que a pesquisa não ganha eleição. Wagner citou seu próprio exemplo, já que, em 2006, os levantamentos indicavam vitória de Souto.

Wagner ainda aproveitou para fazer apelo aos candidatos a deputado que disputem votos com argumentos, mostrando que os projetos de Lula, da presidenciável Dilma (PT) e o dele são os mesmos. O candidato peemedebista, Geddel Vieira Lima, não comentou a pesquisa. A reportagem do Terra buscou contato com o candidato através da assessoria, que informou que Geddel estava em Juazeiro, em campanha.

O candidato do DEM, Paulo Souto, considerou o resultado da pesquisa normal, já que mantém o padrão da aferição de dezembro de 2009. "A ofensiva publicitária (do governo) não surtiu efeito para Wagner e a eleição se encaminha para um segundo turno", considerou Souto. O democrata ressaltou que a variação na pesquisa atual se deu em cima da margem de erro. Os democratas lembraram que, em dezembro, os números eram: Wagner (41%), Souto (24%) e Geddel (12%).

Pesquisa atual

A pesquisa Datafolha que mostra as intenções de voto para o governo da Bahia aponta vitória do governador Jaques Wagner (PT), candidato à reeleição, já no primeiro turno. O petista, na pesquisa estimulada, atinge 44% das intenções de voto, sendo que, somados, os principais adversários chegam a 37% - Paulo Souto (DEM) figura com 23%; e Geddel Vieira Lima (PMDB), com 12%. Também pontuaram os candidatos Luiz Bassuma (PV) e o professor Carlos (PSTU), ambos com 1%.

No levantamento divulgado neste sábado (24), outros dois candidatos nanicos - Marcos Mendes (PSOL) e Sandro Santa Bárbara (PCB) - não pontuaram. Já na pesquisa espontânea, na qual o entrevistador não mostra a lista de candidatos, o indicativo também é de vitória de Wagner no primeiro turno. O petista figurou com 26%, seguido de Souto (7%) e Geddel (4%).

Este foi o primeiro levantamento realizado após o registro de todas as candidaturas, feito entre os dias 20 e 23 de julho. A pesquisa apresenta três pontos percentuais de margem de erro e foi registrada no TRE-BA (51.059/2010) e no TSE (20.164/2010).