Serra sobre Dilma: "sou candidato sem dono ou patrocinador"

Fabrício Escandiuzzi, Portal Terra

FLORIANÓPOLIS - O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, disse nesta sexta-feira (23) em Florianópolis que não é um político "patrocinado" e que possui extensa ficha de cargos exercidos após aprovação popular nas urnas.

A afirmação, ocorrida durante o programa Painel RBS transmitido pela rádio CBN local, foi dirigida à adversária na sucessão presidencial, a petista Dilma Roussef. No entendimento do tucano, a ex-ministra teria sido "ungida" à condição de candidata pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Posso dizer que sou um candidato sem patrocinador", afirmou, sem deixar de citar um a um os cargos ocupados durante sua vida pública. "Não fui ungido por ninguém. Fui líder estudantil, duas vezes exilado, ministro e além disso fui eleito senador e governador pelo povo. Não fui ungido à condição de candidato por uma pessoa forte, mesmo sem ter ocupado cargo eletivo".

Serra ainda citou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que, segundo ele, não seria "patrocinador" de sua campanha. "Quando FHC sentar na urna e escolher o meu nome é pela minha atuação e minha carreira na política. Não tenho dono", disse.

No programa da RBS, José Serra ainda voltou a condenar a elevada taxa de juros do Brasil, defendeu valorização do ensino médio profissionalizante e disse que pretende se transformar num presidente "amigo" de Santa Catarina. "É um estado que vive da indústria e passa por dificuldades devido à questão tributária e à carência de infra-estrutura no país", disse.