Serra acusa governo Lula de lotear cargos e facilitar corrupção

Portal Terra

FLORIANÓPOLIS - O candidato do PSDB à presidência da República, José Serra, voltou a atacar, nesta sexta-feira, seu principal partido concorrente nas eleições, o PT. "Neste governo atual, todas as agências foram loteadas. Há o caso de um sujeito que fez um estágio na Anvisa e saiu para disputar o governo novamente", disse.

Serra argumentou que esse loteamento se dá em todos os setores do governo. "É tudo loteado. Empresas como os Correios - uma coisa que veio dos governos militares... foram bem organizados - agora se coloca uma diretoria indicada pelos partidos".

As acusações foram feitas durante evento organizado pela Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina para discutir a política comercial brasileira.

"É uma coisa impossível. O Brasil está inteiramente no patrimonialismo. Atingiu o ponto mais alto da história com o governo do PT, que era o arauto da moral e ética. Isso traz menos eficiência e mais corrupção. (...) Essa questão no Brasil precisa ser vencida", continuou Serra.

O candidato tucano disse ainda que se essa prática que ele aponta no governo petista for um mal necessário para se governar o país, que ele então se retira da vida pública.