Serra não confirma Alvaro Dias como vice da chapa

Arnoldo Santos, Portal Terra

MANAUS - O candidato do PSDB à presidência da República, José Serra (PSDB), afirmou, no início da noite desta sexta-feira (25), que não tem como comentar a notícia de que o seu candidato a vice seria o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) e não confirmou a informação divulgada por fontes ligadas ao PSDB, entre elas, o presidente do PTB, Roberto Jefferson. "Eu estou fora do ar desde que embarquei e, por isso, não consegui nem telefonar", disse o candidato que chegou à Parintins, interior do Amazonas, para assistir à primeira noite do festival folclórico da cidade apresentado pelos bois bumbás Garantido e Caprichoso.

Apesar da insistência dos jornalistas em falar sobre a campanha sucessória da presidência, Serra pouco falou sobre o assunto e chegou a reclamar das perguntas. "Acho que isso foi um complô de vocês (jornalistas). Eu pensei que vocês iam perguntar somente sobre a Amazônia", declarou. E mais uma vez disse que não comenta pesquisas eleitorais.

Sobre sua possível gestão diante da presidência, Serra disse que vai reforçar a atuação federal na área da segurança. "Essa é uma questão federal, mas o governo federal não mergulha na questão porque a Constituição diz que essa é uma missão dos Estados. Mas eu vou montar uma força federal para combater o problema da segurança, como a entrada de cocaína no país. Essa é uma promessa de campanha do meu governo", afirmou. O candidato tucano também confirmou que, se for eleito, vai enviar ao Congresso um projeto que torne a Zona Franca de Manaus permanente.

Serra encerrou a entrevista ao ser perguntado se apoiaria uma chapa puro-sangue formada somente por candidatos do partido dele, o PSDB. José Serra chegou a Parintins em um jatinho particular e, segundo a assessoria de comunicação do PSDB, retorna a Manaus logo após a apresentação dos dois bois no bumbódromo.