Faltam radares e equipes de prevenção no Nordeste

Eduardo Geraque, Folha de S. Paulo, JB Online

SÃO PAULO - Alagoas e Pernambuco, os dois estados devastados pelas fortes chuvas das últimas semanas, têm sistemas falhos de prevenção de enchentes. O número de mortos chegou a 51 pessoas, informa reportagem de Eduardo Geraque, publicada nesta sexta-feira pela Folha de S. Paulo.

Radar meteorológico detectou risco de chuva forte na Zona da Mata em Alagoas, mas as cidades da região não têm organizações municipais de Defesa Civil.

Sem elas, não havia quem iniciasse a retirada de pessoas das áreas de risco.

Em Pernambuco, há Defesa Civil, mas o estado não tem radar. O alerta da tempestade chegou tarde.

O presidente Lula esteve nas cidades destruídas. Abraçou moradores, chorou, andou na lama e prometeu ajuda "sem limite". Lula anunciou a liberação de R$ 550 milhões. Ele visitou Alagoas acompanhado do ex-presidente Fernando Collor (PTB).