ES: médico é acusado de estuprar adolescente durante consulta

Portal Terra

ESPÍRITO SANTO - Um médico clínico geral e homeopata foi preso em flagrante, na segunda-feira, sob a acusação de estuprar um adolescente de 15 anos em seu consultório, em Cachoeiro do Itapemirim (139 km de Vitória, no Espírito Santo). Conforme depoimento do jovem, ele estaria fazendo uma consulta para tratar de sinusite quando ocorreu o abuso. Nesta sexta, a Polícia Civil acrescentou ao inquérito o depoimento de outro rapaz que disse que o médico demonstrou interesses sexuais por ele.

No dia do crime, o acusado teria pedido que o garoto tirasse a roupa assim que a mãe dele saiu da sala de consultas, conforme a versão da família. Em seguida, segundo relato do adolescente ao delegado Guilherme Eugênio Rodrigues, o médico teria passado lubrificante em suas partes íntimas, como se fosse um procedimento clínico, antes de cometer o abuso.

O garoto relatou que saiu correndo da sala e contou para sua mãe o ocorrido. Ela teria flagrado o médico se vestindo e chamou a polícia. De acordo com Rodrigues, outros pacientes impediram a fuga do suspeito até a chegada da Polícia Militar, que o prendeu em flagrante.

O Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo abriu uma sindicância para apurar o caso. Se comprovadas as ações do profissional, ele terá seu registro cassado, além das punições previstas pelo crime, em si.

"Um rapaz mais velho contou, em depoimento, que conheceu o médico em um atendimento quando tinha 17 anos e que este lhe deu diversos presentes, além de viagens. Quando demonstrou interesses sexuais, contudo, o jovem teria cortado a relação, antes de ocorrer qualquer abuso", disse Rodrigues sobre a nova informação acrescentada ao inquérito.