MPF apura se Eurico Miranda nomeou motorista como secretário

Portal Terra

DA REDAÇÃO - O Ministério Público Federal (MPF) informou nesta quinta-feira que investiga se o ex-deputado federal pelo Rio de Janeiro Eurico ngelo de Oliveira Miranda praticou crime de peculato - desvio der recursos públicos por servidor -, de fevereiro de 1995 a fevereiro de 2003. Neste período, segundo o MPF, o político teria nomeado seu motorista particular como secretário parlamentar sem que ele deixasse de atuar na função original, de natureza privada, no Rio.

A investigação foi inicialmente aberta pela Procuradoria da República no Rio de Janeiro após ser comunicada pela 57ª Vara do Trabalho de um processo do motorista contra Miranda. Os autos do processo trabalhista citam ainda um período em que o motorista foi pago pelo Clube de Regatas Vasco da Gama, em prática semelhante à que teria sido consumada na Câmara dos Deputados.

Como o prejuízo foi da Câmara dos Deputados, o MPF-RJ remeteu o procedimento para a Procuradoria da República no Distrito Federal. Eurico Miranda, que já foi presidente do Vasco da Gama, foi eleito em janeiro deste ano para presidir o Conselho de Beneméritos do clube.