Dilma elege Campinas como polo de logística

Jornal do Brasil

DA REDAÇÃO - A candidata do PT à Presidencia, Dilma Rousseff, concedeu entrevista quarta-feira à Rádio Bandeirantes de Campinas, na qual abordou diversos temas, principalmente aqueles ligados à infraestrutura e transportes.

A petista falou sobre a possibilidade de Campinas se tornar um centro de logística brasileiro, a partir da implementação de um Trem de Alta Velocidade (TAV), e da ampliação do Aeroporto de Viracopos.

Campinas pode ser concebida como um dos grandes pontos de logística do país disse Dilma.

Sobre o aeroporto de Guarulhos, a petista descartou a hipótese da construção de uma nova pista, pois, segundo a candidata, o entorno do local está ocupado por habitações e empreendimentos, o que tornaria o custo com desapropriação muito elevado. No entanto, ela afirmou ser possível construir um novo terminal de passageiros.

Dilma também falou sobre a questão dos sem-terra, afirmando que, durante o governo do presidente Luiz inácio Lula da Silva, reduziu-se o número de invasões de terras e ocupações de prédios.

A política que fizemos nos últimos anos é a melhor resposta com relação aos Sem Terra disse a candidata.

A ex-ministra da Casa Civil falou ainda de criminalidade, considerando o combate ao crime organizado uma prioridade.

É minha prioridade combater e derrotar o crime organizado neste país. Porque temos um grande desafio em torno da segurança pública. No Rio de Janeiro, por exemplo, separamos a liderança do crime da massa carcerária para impedir que os presídios se transformem em plataformas do crime.