PE: Procuradoria Eleitoral entra com representação contra PR

Ed Ruas, Portal Terra

RECIFE - A Procuradoria Regional Eleitoral de Pernambuco ingressou, nesta quarta-feira (16), com uma representação contra o PR, por propaganda eleitoral antecipada. Além da sigla, a ação envolve o presidente estadual do partido e pré-candidato a deputado federal, Inocêncio Oliveira, e mais nove correligionários. Todos são acusados de utilizar o espaço do programa partidário, exibido durante o mês de maio, com fins eleitorais.

Na documentação recolhida pela Procuradoria, as locuções das inserções são utilizadas como comprovação de delito. Eís alguns exemplos citados. "Deputado federal no nono mandato, Inocêncio Oliveira é um dos políticos mais influentes do Brasil há dezesseis anos consecutivos", "Miguel Sales, um defensor da Justiça e cidadania" e "com o trabalho de Esmeraldo Santos, milhares de pessoas terão mais saúde e qualidade de vida".

Além de Inocêncio Oliveira, a lista da representação envolve o deputado estadual Alberto Feitosa, o promotor de Justiça aposentado, Miguel Sales, e Anderson Ferreira. Todos são pré-candidatos a deputado federal. Os deputados estaduais, Amaury Pinto, Esmeraldo Santos, Henrique Queiroz, Manoel Ferreira e Sebastião Oliveira, além do secretário geral do PR, José Marcos de Lima, pré-candidatos ao Legislativo de Pernambuco, também teriam cometido o mesmo delito.

Se houver condenação, o partido e os pré-candidatos envolvidos no processo podem ser obrigados, cada um, a pagar multa com valores entre R$ 5 mil e R$ 20 mil.