Deputado do Rio leva bolão da Câmara; Maluf também vence

Claudia Andrade, Portal Terra

BRASÍLIA - O deputado federal Hugo Leal (PSC-RJ) foi o vencedor do bolão organizado por um grupo de deputados que acompanhou a estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo em um café anexo ao Plenário da Câmara. Ele acertou o placar da partida do Brasil contra a Coreia do Norte: 2 a 1. O outro vencedor do bolão foi o deputado Paulo Maluf (PP-SP), que antes do início da partida sorteou o número 2, do primeiro jogador a balançar a rede no jogo.

A tentativa de reeleição do deputado Hugo Leal terá um reforço graças à vitória brasileira. "Esse dinheiro vai para a campanha!", disse ele, quando o juiz apitou o fim da partida. Com a aposta, o deputado ganhou R$ 500. Mas saiu reclamando que o organizador da brincadeira, Jovair Arantes (PTB-GO), ficou com R$ 50. "Descontaram o dinheiro da banca, vou reclamar ao Conselho de Ética", brincou o vencedor.

Também participaram do bolão os petistas José Genoíno (SP) e Cândido Vaccarezza (SP), líder do governo na Câmara, e o tucano João Almeida (PSDB-BA), que fez uma aposta ousada: 6 a 1 para o Brasil.

O café foi um dos poucos lugares animados do Congresso Nacional durante o jogo, uma vez que as portas foram fechadas para o público externo e a maioria dos funcionários foi dispensada. No plenário, o deputado Domingos Dutra (PT-MA), deu sequência à greve de fome iniciada no dia 11, contra o apoio petista à candidatura de Roseana Sarney (PMDB), no Maranhão. Ele admitiu ter cochilado no primeiro tempo da partida, acompanhado em uma pequena televisão. "Eu só acompanho no final", afirmou.

Ao seu lado, um dos fundadores do PT, Manoel da Conceição, que também está em greve de fome, declarou não gostar de futebol, porque no período da ditadura, o esporte "era usado como instrumento para manipular o público".

Uma sessão extraordinária de votação está marcada para as 18h30. Pela manhã, uma sessão solene em comemoração aos 102 anos de imigração japonesa para o Brasil foi realizada no plenário da Câmara.