PGR insiste em intervenção já no Distrito Federal

Luiz Orlando Carneiro, Jornal do Brasil

BRASÍLIA - A procuradora-geral da República em exercício, Deborah Duprat, enviou ao Supremo Tribunal Federal nova manifestação, na qual reitera a necessidade de intervenção federal imediata no Distrito Federal. Segundo ela, não há como se falar em restauração da normalidade das instituições , sobretudo quando a Câmara Legislativa chancelou o direito a voto de deputados envolvidos no escândalo do mensalão , ao eleger para o cargo de governador do DF, de forma indireta, Rogério Rosso, ex-integrante dos governos de Joaquim Roriz e José Roberto Arruda.

A procuradora ressalta que, coincidentemente, dos 13 votos que asseguraram sua vitória, oito são de deputados citados na investigação do suposto esquema de pagamento de propina no Distrito Federal . E acrescenta que enquanto a Câmara Legislativa do DF exalta a soberania popular, promove ardis de proteção mútua dos parlamentares envolvidos, e nega-se peremptoriamente por seus atos protelatórios e contrários aos reclamos constitucionais a apurar as responsabilidades .

O presidente do STF, ministro Cezar Peluso, pretende submeter ao plenário, até o fim do mês, o pedido de intervenção no Distrito Federal, feito pelo chefe do Ministério Público, no dia 11 de fevereiro.