José Alencar descarta disputar eleições em 2010

Portal Terra

BRASÍLIA - O vice-presidente da República, José Alencar, descartou nesta terça-feira a possibilidade de se candidatar a qualquer cargo nas próximas eleições. Alencar participou de uma solenidade no Senado Federal, onde recebeu o prêmio José Ermírio de Moraes, destinado a empresários brasileiros que contribuem com a economia nacional.

Em discurso de agradecimento pelo prêmio, Alencar, que foi senador entre 1994 e 1998, afirmou que não pretende voltar à vida pública quando acabar seu mandato como vice-presidente. Segundo ele, o estado de saúde não permitiria. Alencar luta há quase 13 anos contra um câncer na região abdominal.

"Falei desde o início que poderia aceitar uma candidatura se estivesse curado. Como é que um cidadão pode ser curado se faz quimioterapia? Isso vai rolar a cabeça do eleitor e por melhor que seja minha situação como candidato, vou perder a eleição. Então não vou, de forma alguma, me candidatar, mesmo porque não está correto, não sei se tenho condições de exercer o mandato, como vou disputar uma eleição com esse quadro?", disse.

Segundo Alencar, apesar de ainda fazer quimioterapia para tratar o câncer, seu quadro geral de saúde é satisfatório. O vice-presidente foi internado às pressas em 30 de maio por problemas respiratórios que, de acordo com José Alencar, foram causados por efeitos colaterais da quimioterapia.

"As coisas estão indo bem. Agora mesmo fui internado às pressas por problemas ligados a efeitos colaterais do tratamento, problemas que nada tinham a ver com o tumor. Ele (o tumor) estamos espantando a tiro. Ele está indo embora e nós vamos ganhar dele", afirmou.

O prêmio José Ermírio de Moraes também foi entregue a João Claudino Fernandes, presidente do Grupo Galdino, e Jorge Gerdau, presidente do Grupo Gerdau. O fundador da Metal Leve, José Mindlin, morto há dois meses, recebeu homenagem póstuma.