PT representa contra propaganda do DEM na Justiça Eleitoral

Bruna Carolina Carvalho, Portal Terra

BRASÍLIA - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu nesta sexta-feira (28) uma representação do PT contra o DEM e o pré-candidato à presidência da República José Serra (PSDB) pela propaganda partidária do DEM exibida na televisão em cadeia nacional. Na alegação, o PT afirma que o espaço gratuito foi utilizado para fazer propaganda eleitoral antecipada e divulgar a imagem do tucano.

O PT afirma que o DEM feriu a lei das eleições que só permite a propaganda eleitoral a partir do dia 5 de julho de 2010. "Some-se a isso, o DEM já ter incorrido no mesmo ilícito nos dias 18, 20, 22 e 25 deste mês em suas inserções nacionais de 30 segundos, e por isso ter tido suas propagandas suspensas por decisões do TSE", complementa.

O PT pede a cassação da propaganda partidária tanto na rádio quanto na TV e a aplicação de multa, que pode variar de R$ 5 mil a R$ 25 mil, ou ao equivalente ao custo da propaganda, se este for maior.

Na noite de quinta-feira (27), o advogado da campanha petista, Márcio Silva, já havia informado que o partido iria representar contra o DEM na Justiça Eleitoral por ter usado imagens de José Serra (PSDB) no programa partidário. "Evidentemente, ele caracteriza, a não poder mais, uma propaganda eleitoral. Serra fez um apelo eleitoral. Vamos representar".