Collor ameaça lançar candidato ao Senado contra Renan

Portal Terra

MACEIÓ - O senador Fernando Collor (PTB/AL) antecipou, para a madrugada desta sexta-feira, a ida para Alagoas para o lançamento de sua candidatura ao governo do Estado e mandou um recado ao líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (PMDB): vai insistir em ter o deputado federal Joaquim Beltrão (PMDB) como vice dele e Renan como o candidato ao Senado da chapa.

"Esse é o plano A. O plano B é: termos o vice, que já sabemos o nome e vamos revelar no momento oportuno e lançar um candidato ao Senado: João Lyra (PTB)", disse o suplente de Collor no Senado, Euclydes Mello, também primo do ex-presidente da República.

João Lyra foi deputado federal e candidato derrotado ao governo em 2006. Em 2007, no escândalo do Senado envolvendo o então presidente da Casa, Renan Calheiros, foram descobertas empresas de comunicação, mantidas por laranjas, pertencentes a Renan e Lyra. O caso - além da denúncia de que um lobista pagava suas contas pessoais - acelerou a renúncia de Renan do comando do Senado.

"Por enquanto, estamos executando o plano A. Se Renan não topar, vamos para o plano B", avisou Euclydes. Questionado sobre o prazo para a execução do plano B, respondeu: "Nos 45 minutos do segundo tempo. Ou nas prorrogações, se o juiz deixar". A referência indireta foi endereçada a Renan.

Na semana passada, Renan vetou a indicação de Joaquim Beltrão como vice de Collor. Isso porque o PMDB apoia o ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) ao Palácio República dos Palmares, sede do Governo Estadual. O nome de Joaquim foi anunciado no dia 10 de maio, por Collor, na rádio Jornal, do empresário João Lyra, confirmando pela primeira vez o que se especulava havia dois meses nos bastidores: o lançamento de Collor ao Governo.

Ao contrário do que se esperava - o clima festivo na chegada a Alagoas de Collor, repetindo 1989 na campanha presidencial - o senador chegou a Alagoas no voo de 1h da manhã discretamente. Segue para Traipu, sertão do Estado e um dos lugares mais pobres de Alagoas, mas que rendeu a Collor uma votação de 86% na cidade ao Senado. Ele participa de inaugurações na cidade.

Na próxima segunda-feira (31), às 9h, estará em Coruripe, curral político dos Beltrão, que querem indicar o vice de Collor ao governo. A proposta dos articuladores de campanha de Collor - Euclydes Mello e o deputado estadual Cícero Ferro (PMN) - é distribuir 20 mil adesivos na cidade escritos com o nome que levou o então governador de Alagoas ao Palácio do Planalto: "Collor".