PMDB e PT negam confirmação de Costa na cabeça da chapa em Minas

Portal Terra

BELO HORIZONTE - Após reunião dos dirigentes do PT e PMDB, nesta terça-feira, em Belo Horizonte, as duas legendas desmentem acordo e garantem que ainda não há definição sobre o nome do ex-ministro Hélio Costa (PMDB) como cabeça de chapa da aliança.

A realização simultânea de reuniões em Minas e em Brasília alimentou especulações de que a indicação de Michel Temer como vice de Dilma Rousseff, anunciada nesta manhã, dependeria da definição prévia do nome de Hélio Costa em Minas.

No entanto, o clima se mantém tenso entre os integrantes do grupo que coordena as negociações. Isto porque a margem de manobra dos petistas para a indicação do ex-prefeito Fernando Pimentel como o candidato da aliança é cada vez menor.

No PT de Minas, o discurso oficial é de que não haverá aliança por decreto. Sobre os rumores da desistência de Pimentel, o presidente estadual petista, Reginaldo Lopes reagiu irritado e de forma taxativa. "Não pode ser uma decisão de cima para baixo. Não abrimos mão de uma escolha democrática. Se estão com pressa, que venham para Minas e decidam. Agora, que depois venham também fazer a campanha porque não vai ter engajamento por aqui".

O fato é que ninguém mais no PT arrisca dizer que há 100% de chances de Pimentel ser o nome da chapa. No entanto, tanto petistas quanto o próprio PMDB mantêm a escrita de que os prazos definidos serão respeitados. No caso do Estado, este prazo é 6 de junho, quando o desenho da aliança estará totalmente concluído.